Habilitando o Always On em uma WebApp

Habilitando o Always On em uma WebApp

Caro leitor, seja bem-vindo ao Blog Jefferson Castilho.
Fico muito grato com sua visita, o tema de hoje é, Habilitando o Always On em uma WebApp.
Por default quando criamos um WebApp ele vem com a opção desmarcada, com isso a WebApp fica com a opção em “Idle”.
O “Idle” das webapp serve para que quando a aplicação não está em uso por um determinado tempo ela pode ficar ociosa até a próxima chamada da Aplicação.
O Always On é o recurso que mantem a webapp sempre ativa muito recomendado para aplicativo como “WebJobs” que necessita que a WebApp sempre esteja ativa.
Para essa funcionalidade não são todos os planos que atendem esse recurso, só estão disponíveis nas camadas “Standard e Premium”.

Para habilitarmos o recurso dentro do portal do Azure.

  1.  – Selecionar a opção “App Services”
  2.  – Selecionar a “WebApp” que voce deseja habilitar o AlwaysOn.
  3.  Na WebApp selecione a opção “Application Settings”.


Em “Application Settings” selecionamos a opção “On” após clique em “Save”.

Com isso aprendemos como habilitar o Always On dentro do Microsoft Azure.
Você conhece as minhas redes sociais? E meu canal no Youtube? Caso não acesse nos links abaixo e se cadastre para não perder as oportunidades de receber os links quando forem publicados.
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL
Twitter: https://twitter.com/je_will
Em caso de dúvidas ou problemas na execução, pode deixar seu comentário que em breve responderemos.
Obrigado e até o próximo post.
Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA |  MCSE | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL
 

1 comentário em “Habilitando o Always On em uma WebApp”

  1. Mayara Rodrigues Fernandes

    Oi Jefferson, tudo jóia?
    Você sabe como habilitar web jobs no web app linux? Seria pelo cron?

Deixe uma resposta para Mayara Rodrigues Fernandes Cancelar resposta