Palestra sobre Kubernetes no Microsoft Azure

Palestra sobre Kubernetes no Microsoft Azure

Caro leitor, seja bem-vindo ao Blog Jefferson Castilho.

Fico muito grato com sua visita, o tema de hoje é, Palestra sobre Kubernetes no Microsoft Azure.

No ultimo dia 01/08 tive o prazer de palestrar nno Azure Tech Nights V2, este evento existe desde do ano passado com foco de palestras em Azure.

Neste evento falei sobre Kubernetes no Azure que é uma solução para Orquestração de Containers Services dentro do Azure.

Abaixo segue a Grade do dia do evento.

No meu canal do Youtube editei a palestra do Canal do DotNet

Assista as Palestras do dia que tiveram neste link abaixo.

Você conhece as minhas redes sociais? E meu canal no Youtube? Caso não acesse nos links abaixo e se cadastre para não perder as oportunidades de receber os links quando forem publicados.

Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Twitter: https://twitter.com/je_will

Em caso de dúvidas ou problemas na execução, pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo post.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA |  MCSE | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Palestra no DevOps Summit Brasil

Caro leitor, seja bem-vindo ao Blog Jefferson Castilho.

Fico muito grato com sua visita, o tema de hoje é. Palestra no DevOps Summit Brasil.

No dia 01 de Abril deste ano tivemos o evento chamado DevOps Summit Brasil na Microsoft Brasil no qual tive a oportunidade de palestrar sobre Backup no Azure.

O QUE É O DEVOPS SUMMIT BRASIL

O DevOps Summit Brasil é a fusão dos consagrados eventos Azure Summit Brasil e ALM Summit Brasil e vem com uma abordagem interdisciplinar para promover um melhor entendimento de nuvem e DevOps. Vivemos um momento de transformação nos negócios, nos departamentos, nas pessoas e na tecnologia. O time to market, a entrega contínua de valor e a redução de custos cada vez mais são preocupações da TI. A economia baseada nos serviços de nuvem, e a entrega cada vez mais ágil, com devops, criam soluções inovadoras e requerem menos preocupação com infraestrutura e sistemas operacionais. Pensar fora da caixa é pensar dentro da nuvem. Venha conhecer mais sobre o Microsoft Azure e Visual Studio Team Services, as soluções de cloud e devops da Microsoft.

As palavras acima são referenciadas da página do Evento do DevOps Summit Brasil para acessar pelo Link.

Para quem perdeu a palestra segue o PPT da Palestra no Link.

Segue algumas fotos da minha palestra.

Ficou interessado no evento que é realizado uma vez por ano acompanhe pelo site.

Você conhece as minhas redes sociais? E meu canal no Youtube? Caso não acesse nos links abaixo e se cadastre para não perder as oportunidades de receber os links quando forem publicados.

Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Twitter: https://twitter.com/je_will

Em caso de dúvidas ou problemas na execução, pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo post.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA |  MCSE | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

vl

Usando o Kudu dentro do WebApp no Microsoft Azure

Usando o Kudu dentro do WebApp no Microsoft Azure

Caro leitor, seja bem-vindo ao Blog Jefferson Castilho.

Fico muito grato com sua visita, o tema de hoje é. Como usar o Kudu dentro do WebApp no Microsoft Azure.

Para quem não sabe o Kudu é uma ferramenta muito utilizada para resolução de problemas dentro da Solução de WebApp (AppSites) dentro do Microsoft Azure.

Com ele podemos utilizar uma console do Prompt de Comando / PowerShell com algumas limitações mais que nos ajuda a resolução de problemas.

Vamos ao tutorial

Para acessar o Kudu dentro de uma WebApp temos a URL do WebApp que está na imagem abaixo.

kudu

Na URL acima temos o endereço do http://testea.azurewebsites.net nesta URL temos a página padrão do WebApp.

kudu01

Para acessarmos o Kudu temos na URL do WebApp temos que inserir está três palavras “SCM” para que a URL fique desta forma http://testea.scm.azurewebsites.net após a inserção você será redirecionado para a página de login do Azure.

Para usar o Kudu você tem que estar autenticado com o seu usuário e com permissão para acessar as informações do WebApp.

No navegador digite a URL http://testea.scm.azurewebsites.net respeitando o WebApp que você quer acessar.

kudu02

Após isso você será redirecionado para a página de Login do Azure.

kudu03

Quando efetuado o login você já estará apto a usar o Kudu. Vide imagem abaixo.

kudu04

Na aba “Environment” temos todas as informações de Hardwares e variáveis do WebApp.

kudu05

Na Aba “Debug” console temos as opções de PowerShell e CMD Console. Com ele podemos realizar manutenção nestes ambientes.

kudu06

Console do Prompt de Comando.

kudu07

Console do PowerShell.

kudu08

Na aba “Process Explorer” ele traz a execução de todos os processos que estão sendo executados no WebApp.

kudu09

Em “Tools” temos diversas ferramentas que podemos trabalhar para termos um Troubleshooting mais assertivo.

kudu10

Em “Site Extensions” temos as opções de instalar extensões que nos podem ajudar em algumas necessidades.

kudu11

Em “Gallery” temos algumas aplicações que podemos instalar dentro do WebApp.

kudu12

Neste artigo trouxemos um pequeno Overview da ferramenta Kudu dentro do WebApp. Uma ferramenta muito poderosa que poucas pessoas conhecem.

Você conhece as minhas redes sociais? E meu canal no Youtube? Caso não acesse nos links abaixo e se cadastre para não perder as oportunidades de receber os links quando forem publicados.

Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Twitter: https://twitter.com/je_will

Em caso de dúvidas ou problemas na execução, pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo post.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA |  MCSE | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Como criar um Resource Groups dentro do Microsoft Azure

Caro leitor, seja bem-vindo ao Blog Jefferson Castilho.

Fico muito grato com sua visita, o tema de hoje é Como criar um Resource Groups dentro do Microsoft Azure.

Para quem não sabe o Resource Groups do Microsoft Azure, serve para que você possa criar grupos de forma organizada de seus recursos de uma forma que você pode separar seus ativos mantendo uma segmentação para suas VM´s, VNet e outros recursos.

Neste artigo abaixo vou mostrar como criamos um Resource Group.

Vamos a mão na Massa.

Para isso realize  o acesso pela URL Link para Site do Azure Clique aqui , e efetue logon com seu usuário e senha.

Resource Groups 5

Já logado no portal do Azure, temos que “clicar” na opção chamada “Resource groups”.

Resource Groups 1

Na Aba chamada “Resource groups” podemos selecionar a opção “Add” que iremos adicionar um novo Resource Groups.

Resource Groups 2

Resource groups para criar precisamos seguir alguns passos abaixo.

  1. Em “Resource group name” é aonde definimos o nome de seu Resource groups que no exemplo abaixo será “testeblog”.
  2. Em “Subscription” selecionamos qual assinatura queremos criar o Resource groups.
  3. Em “Resource group location” é em qual Datacenter da Microsoft iremos criar este Resource Groups, no exemplo abaixo iremos manter a opção “South Central US”.
  4. Em “Pin to Dashboard” podemos manter este Resource groups na tela inicial (Home) de seu portal do Azure.
  5. Em “Create” iniciamos o processo de criação do Resource groups, após ter seguido todos estes passos clique em “Create”.

Resource Groups 3

Será iniciado o processo de criação, após o termino irá aparecer um pop-up no canto superior a direita da tela com as informações abaixo.

Resource Groups 4

Caso queira visualizar o processo de criação clique em cima do Pop-up e abrirá as informações do processo. Quando quiser voltar para as opções do Resource groups clique na “Caixinha” conforme descrito na seta abaixo.

Resource Groups 5

Como podemos ver o Resource groups chamado “testeblog” foi criado com sucesso.

Resource Group 6

E para finalizar clicamos nele e teremos todas as opções disponíveis no Resource groups chamado “testeblog”.

Resource Groups 7

Bom neste artigo aprendemos a como criar um Resource groups dentro do Microsoft Azure.

Você conhece as minhas redes sociais? E meu canal no Youtube? Caso não acesse nos links abaixo e se cadastre para não perder as oportunidades de receber os links quando forem publicados.

Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Twitter: https://twitter.com/je_will

Em caso de dúvidas ou problemas na execução, pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo post.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA |  MCSE | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://goo.gl/1g3OvL

Palestra no 3º Metropolitano de Tecnologia da Baixada Santista

Palestra no 3º Metropolitano de Tecnologia da Baixada Santista

Metropolitano de Tecnologia

Olá pessoal sejam todos bem-vindos ao Blog Jefferson Castilho.

O Tema de hoje é “Palestra no 3º Encontro Metropolitano de Tecnologia da Baixada Santista“.

Neste final de semana mais especificamente no sábado dia 11/06/2016 as 9hrs, vou estar palestrando no “3º Encontro Metropolitano de Tecnologia da Baixada Santista”. E minha palestra será sobre Entendendo o Microsoft Azure Backup.

Você pode se inscrever no endereço neste endereço “https://doity.com.br/3emtbs“.

Você conhece as minhas redes sociais? E meu canal no Youtube? Caso não acesse nos links abaixo e se cadastre para não perder as oportunidade de receber os links quando forem publicados.

Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGqCiZ6QDLEYJabVmgXFw6A/videos

Twitter: https://twitter.com/je_will

Em caso de dúvidas ou problemas na execução, pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo post.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGqCiZ6QDLEYJabVmgXFw6A/videos

Perfil MVP: https://mvp.microsoft.com/pt-br/PublicProfile/5001733?fullName=Jefferson%20William%20Castilho

 

Entrevista do Wiki Ninjas Microsoft

Wiki_Jefferson_Castilho_Entrevista Olá pessoal sejam todos bem-vindos ao Blog Jefferson Castilho.

O Tema de hoje é “Entrevista do Blog Technet Wiki Ninjas Microsoft”.

Fui convidado a conceder entrevista para o Blog Technet Wiki Ninjas Brasil que foi publicada hoje dia 18/01/2016 no site.

Nesta entrevista falei um pouco de minha trajetória até me tornar um MVP (Most Valuable Professional) um prêmio que recebi da Microsoft em Janeiro de 2016 pelas minhas contribuições.

Para ler a minha entrevista clique no Link abaixo.

Entrevista Blog Wiki Ninjas

Em caso de dúvidas ou problemas na execução pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo artigo.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGqCiZ6QDLEYJabVmgXFw6A/videos

 

Hyper-V Replica no Windows Server 2012 R2

Olá pessoal sejam todos bem-vindos ao Blog Jefferson Castilho.

O Tema de hoje é “Hyper-V Replica no Windows Server 2012 R2“.

Conteúdo: Neste artigo vou explicar e demonstrar como habilitar o recurso do Hyper-V Replica no Windows Server 2012 R2.

Introdução

O Hyper-V Replica é um recurso bastante interessante para quem tem uma infraestrutura de servidores que as vezes não contém um storage.

Lembrando que o mesmo só pode ser configurado entre dois hosts físicos de Hyper-V.

Cenário de testes do artigo

Cenário Inicial.

Cenário sem a configuração do Hyper-V Replica.


Cenário Proposto.

Cenário com o Hyper-V Replica habilitado e configurado.

Requisitos do Hyper-V Replica

Active Directory

Porta 80 /443 liberadas entre os hosts (Para trafego da Replica).

Role do Hyper-V Instalada.

Procedimento

Necessitamos habilitar a opção “Enable this computer as a Replica Server” em ambos os servidores nos passos abaixo.

  1. Em “Hyper-V Server Setting“.
  2. Clique na opção “Replication Configuration“.
  3. Marque a opção “Enable this computer as a Replica Server“.
  4. Marque a opção “Use Kerberos (HTTP).
  5. Selecione a opção “Allow replication from any authenticated server”.
  6. Clique em “OK“.

Após ter feito isso no Host01, faça o mesmo procedimento no Host02.

Caso deseje fazer a Replica entre sites, ou fora da empresa você pode usar a opção para uso de Certificado.

Agora já podemos iniciar o processo para habilitar a Replica, clique com o botão direito, selecione a opção “Enable Replication“.

Iniciará um wizard de configuração do Hyper-V Replica, clique em “Next“.

Nesta opção ” Specify Replica Server” iremos definir qual será o nosso servidor Replica, clique em “Browse“.

  1. Insira o hostname do servidor que iremos configurar a replica
  2. Clique na opção “Check Name” para validação do Dominio.
  3. Clique em “Ok“.

Após isso, clique na opção “Next“.

Em “Specify Connection Parameters

  1. Iremos manter a autenticação “Use Kerberos autentication (HTTP)”.
  2. Selecionar a opção “Compress the data that is transmitted over the network” (Opção que ajuda na compressão do pacote enviado diminuindo a utilização da Rede).
  3. Clique em “Next“.

Em “Choose Replication VHDs“, ele mostra o caminho e nome do VHD.

Clique em “Next“.

Em “Configure Replication Frequency“, opção que mostra qual a frequencia em que a Replicação ocorrerá entre os servidores, vamos manter “15 Minutos“, clique em “Next”.

Em “Configure Additional Recovery Points

  1. Selecione a opção “Create Additional hourly Recovery Points“. (Prefiro manter está opção selecionada para ter mais de um ponto de restauração, devido manter um ponto de restauração para caso haja falha no processo posso restaurar um anterior). Opção consome mais disco.
  2. Opção “Coverage provided by additional recovery points (in hours)” mantenha quanto tempo que você quer para ele criar um novo ponto de restauração.
  3. Em “Volume Shadowp Copy Service (VSS) snapshot frequency (in hours)” vou manter o padrão de 4 horas. O por que de habilitar está opção devido ter que realizar a replica de servidores de banco de dados, Exchange e outras aplicações para não ocorrer problemas com parada do serviço.
  4. Clique em “Next“.

Em “Choose Initial Replication Method

  1. Selecione a opção “Send initial copy over the network” que a copia será feita via rede, podemos realizar a opção para uma midia externa com a opção “Send initial copy using external copy“.
  2. Em “Schedule Initial Replication” podemos seleciona a opção “Start replication immediately“.
  3. Clique em “Next“.

Em “Sumary” teremos todas as configurações executadas no Wizard, após clique em “Finish“.

Iniciou o processo de “Enabling Replication“.

No processo de execução de replicação dos servidores que nem temos, vide imagem abaixo.

  1. Status do processo da replicação.
  2. Podemos ver no processo 2 que latencia da placa de rede aumenta quando inicio a replicação.
  3. E no processo “3” que o consumo de envio da placa está em “398 Mbps”.

O bom deste recurso do Hyper-V Replica é que podemos manter uma alta disponibilidade sem ter um Storage.

Em caso de dúvidas ou problemas na execução pode deixar seu comentário que em breve responderemos.

Obrigado e até o próximo artigo.

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA | MCT | MVP (Cloud and Datacenter Management)
Blog: http://jeffersoncastilho.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/blogjeffersoncastilho
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGqCiZ6QDLEYJabVmgXFw6A/videos


Palestra de Hyper-V e seus conceitos (Congresso de TI)

Pessoal vou estar no dia 09/05 as 16:00hrs palestrando sobre Hyper-V no 2° Congresso de TI que está sendo organizado.

A palestra está focada em mostrar o conceito do produto e suas maiores features.

Entrem lá e se cadastrem no link abaixo.

www.congressodeti.com.br

1907523_763304833785419_6058848362326246088_n

Obrigado e até o próximo

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA | MCT
Blog: https://jeffersoncastilho.wordpress.com

Novidade – Disponivel MDM no Office 365

Bom pessoal hoje venho trazer uma novidade sobre Office365 que foi incorporado na Solução o MDM.

No caso você pode fazer o gerenciamento de acessos do Office365. No link abaixo temos a matéria sobre a novidade.

http://blogs.office.com/2015/03/30/announcing-general-availability-of-built-in-mobile-device-management-for-office-365/

Obrigado e até o próximo

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA | MCT
Blog: https://jeffersoncastilho.wordpress.com

Removendo permissão de Administrador Global no Office 365

Introdução

Neste artigo mostrarei como inserir ou remover a permissão de Administrador Global no Office 365.

Requerimentos

Para este processo o executor da ação necessita ter a mesma permissão de Administrador Global no Tenant do Office 365.

Lembrando que esta permissão tem acesso “Full” em todos os Serviços do portal do Office 365.

Procedimento

Acesse o portal do Office 365 e digite seu usuário e senha.


Após o logon na tela de boas-vindas selecione a opção “Administrador”.



No painel do Office 365 selecione a opção “Usuários” / Usuários Ativos.


Na aba “usuários” selecione o usuário que deseja remover a permissão e clique em “Editar”.


Nas opções do usuário seleciona a opção “Configurações”.


Em configurações na opção “Atribuir função” selecione a opção “Selecionar uma função”.


Após isso mantenha a opção “Não” selecionada e clique em “Salvar”.


Após isso faça o mesmo procedimento e verificar que o colaborador “Jefferson Castilho” não terá mais a permissão.


Conclusão

No artigo podemos ver como remover a permissão do Administrador Global do Office 365.

Obrigado e até o próximo

Jefferson Castilho
Certificações: MPN | MCP | MCTS | MCTIP | MS | MCSA | MCT
Blog: https://jeffersoncastilho.wordpress.com